Idam participa de evento do FPS, onde foi entregue câmara frigorífica para 70 toneladas em Novo Remanso

O Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), entregou hoje uma câmara frigorífica com capacidade de armazenamento de 70 toneladas de fruta de abacaxi e outras na sede da Uni Fruit unidade pertencente a Cooperativa Agropecuária do Novo Remanso (Coopanore), no distrito de Novo Remanso no município, de Itacoatiara.

Presidente do Fps, Mônica Mendes, em abertura do evento

O diretor presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável o Estado do Amazonas (Idam), Luiz Herval, esteve presente no evento representando o secretário José Aparecido, bem como o secretário Adjunto de Políticas Agropecuárias e Florestais da Secretaria de Produção Rural (Seapaf/Sepror), Fernando Vieira, a diretora presidente da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) Iolane Machado da Silva, entre outras autoridades, que também participaram do evento.

Diretor presidente do Idam, Luiz Herval, em pronunciamento durante o evento

O equipamento significa um investimento de R$ 98.930,00 do governo do Estado, que através desta iniciativa alavanca a produção e estocagem de abacaxis de maneira processada, nesta que é a terceira maior produtora desta fruta no Brasil.
Segundo a presidente do FPS, Mônica Mendes, o governador Amazonino Mendes entende que oferecer as condições de beneficiamento do abacaxi e outras frutas da região, como caju e cupuaçu representa melhoria de qualidade da vida de mais de 61 agricultores diretamente e 110 indiretos, nesta que é a área de referência do abacaxi no Amazonas e no Brasil.

Inauguração da câmara frigorifica em evento Fps, em Novo Remanso

“Quando vamos a um restaurante e nos servem abacaxi, a primeira coisa que perguntamos é se ele é do Novo Remanso. Agora os agricultores poderão vender o fruto in natura, mas também processado, o que melhora o desempenho econômico e também será uma proteção para quando os preços estiverem muito baixo, em função da superprodução. Agora a armazenagem será em polpa”, frisou.
O presidente do Idam, Luiz Herval, que com a equipe da instituição da unidade local, responde pela assistência técnica dos membros da cooperativa, disse que com o abacaxi sendo processado e armazenado adequadamente, as empresas que o processam para o mercado poderão comprá-lo em excelentes condições o que permitirá mais renda para a região. “Aqui há tecnologia para o beneficiamento e grande produção. Com esta câmara a economia local vai melhorar muito”, salientou.

Abacaxis da região de Novo Remanso

O prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto, disse que, “o governador Amazonino Mendes tem visão de estadista e que a câmara frigorífica com grande capacidade de armazenamento elevará a região a um outro nível, que, agora, terá como vender os abacaxis com melhores preços, mesmo com superprodução”.
O vice presidente da cooperativa, Gerbison Lucas, explicou que, “com a câmara frigorífica os produtores vão ter condições de se fortalecer financeiramente, mesmo que a produção aumente três vezes mais, porque aquilo que não for comprado no mercado de Manaus, poderá ser comercializado como poupas e sem prejuízo para os agricultores”. Hoje para não perderem boa parte da safra, os agricultores acabam vendendo os abacaxis, por valores muito baixo.

Por: Asscom/Idam