Idam participa de reunião da Câmara Setorial de Fibras do MAPA em Brasília

Nesta terça-feira, (27/03), o diretor de Assistência Técnica e Extensão do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (IDAM), Airton Schneider esteve em Brasília cumprindo agenda determinada pela Secretaria de Estado de Produção Rural (SEPROR), em demandas do Governo do Estado do Amazonas, para tratar das questões locais e regionais das Fibras (juta, malva e piaçava).

Diretor do Idam Airton Schneider, presidente da Faea, Muni Lourenço, representante da OCB/COOMAPEM, Eliana Medeiros e Sebastião Guerreiro, presidente do Sindicato  das Indústrias de Tecelagem do Amazonas.

“O Amazonas, através de nossa participação, encaminhado pelo Secretário da SEPROR, José Aparecido, esteve presente e reafirmou o compromisso do Estado e do Sistema com a Cadeia Produtiva, que continua a contar com esforços técnicos e financeiros. As pautas dos trabalhadores, dirigentes, agentes e lideranças que atuam com as Fibras (juta, malva e piaçava), contém a participação sempre presente do Sistema SEPROR com suas ações. Pois, representam uma importante cadeia produtiva de impacto econômico Estadual, onde envolve mais de dois mil e trezentos (2.300) Agricultores de Base Familiar e que estão em doze (12) municípios, gerando e movimentando a economia local”, salientou Airton Schneider.

Visita junto ao Presidente e ao Superintendente da OCB/Nacional.

A 18ª Reunião Ordinária da Câmara setorial da Cadeia Produtiva de Fibras Naturais, que ocorreu no auditório de reuniões na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), onde tratou de assuntos direcionados a cadeia de Fibras no Brasil, com representantes dos governos Federal, Estaduais, Produtores e Empresários, que discutem e apontam as temáticas relevantes e que impactam, no processo produtivo e comercial das Fibras.

O presidente da Câmara, Muni Lourenço, também presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (FAEA), iniciou as discussões com a Aprovação da Ata da 17ª Reunião Ordinária da CSFN. Logo após, a Secretária da Câmara, Isabel Flores Carneiro, divulgou o calendário Reuniões 2018 e Informes. Seguido do Relato da Viagem Técnica ao Estado do Pará por Ivo Naves, Consultor da CSFN. Logo após, houve uma apresentação sobre a Máquina Desfibradora de Sisal, resultado de parceria entre a SEAGRI/BA e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Algodão, conduzida pelo Diretor de Desenvolvimento da Agricultura, da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (SEAGRI/BA) Francisco de Assis Pinheiro Filho Assis, com participação de todas as Instituições envolvidas. Às 11 horas, a representante da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) no Amazonas, Eliana Medeiros de Carmo, seguiu com discussões defendendo a importância do Cooperativismo e Produção de Fibras no Estado do Amazonas. Logo seguida da proposta da Secretaria de Administração e Gestão (SEAD), a cerca da proposta da CSFN, para inclusão das fibras no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), conduzido pelo Presidente da CSFN, Muni Lourenço e por Ivo Naves, Consultor da CSFN.

Reunião da  Câmara Setorial de Fibras do MAPA em Brasilia

O Edital do Fundo Comum de Commoditites (CFC), da Organização das Nações Unidas (ONU), foi discutido pelo representante do Sindicato das Indústrias de Fibras Vegetais no Estado da Bahia (Sindifibras), Wilson Andrade. Ivo Naves, Consultor da CSFN e representante da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), continuou, apresentando a Conjuntura atual da Juta/Malva e Sisal. Ao encerramento, encaminhamentos, debates e assuntos gerais.

Por: Asscom/Idam

Fotos: Divulgação