Idam, Sema, Ipaam, produtores rurais, ambientalistas e Prefeitura defendem produção de baixo carbono em Apuí – IDAM

Idam, Sema, Ipaam, produtores rurais, ambientalistas e Prefeitura defendem produção de baixo carbono em Apuí

A equipe do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas(Idam) de Apuí desenvolveu um amplo trabalho de orientação aos produtores rurais locais, de práticas sustentáveis de baixo carbono, ao longo da semana, até o dia (14/04), quando foi lançado oficialmente o Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas de Apuí (PPCDQAP).
Participaram das ações de campo, a Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas (Sepror), através do Idam; o Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam); Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema); Ministério do Meio Ambiente (MMA); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); e Prefeitura de Apuí.

Idam participa em Apuí de discussões sobre produção de baixo carbono e combate ao desmatamento

O presidente do Idam Luiz Herval, juntamente com o gerente da unidade local Adalberto Vicente e equipe, esteve à frente de várias visitas às propriedades rurais, que produzem de acordo com as práticas sustentáveis na região.
Com um trabalho de assistência técnica permanente, a unidade local do Idam tem posto em prática as políticas de fortalecimento da sustentabilidade junto aos produtores da agricultura familiar.
Com mais de 80% de cobertura com o Cadastro Ambiental Rural (CAR) no município de Apuí, a região passa a ser uma referência de combate ao desmatamento com produção rural sustentável.

Produtores rurais participam de evento sobre produção de baixo carbono e desmatamento em Apuí

O município tem um rebanho de 135 mil cabeças, uma bacia leiteira estruturada, e também se caracteriza por produzir café; banana; açaí; mandioca e uma série de outras culturas com bom manejo e tecnologia. “Temos trabalhado junto aos produtores rurais da região, mostrando que é possível uma produção de baixo carbono, com boas práticas de manejo e proteção ambiental”, afirmou Adalberto Vicente.
A presença do Ipaam e da Sema; na figura do secretário Marcelo Dutra, nas atividades de licenciamento ambiental de áreas embargadas, permitiu que mais de 280 propriedades rurais locais estejam prestes a receber o licenciamento do Ipaam, saindo do embargo que hoje sofrem. Esta atitude colaborou na aceitação das ações ambientais realizadas no período.
A participação da Prefeitura em todas as atividades relacionadas ao meio ambiente e a produção rural, durante as ações, merece destaque pela organização e planejamento dos trabalhos a campo, que seguiram as diretrizes do Sistema Sepror, da Sema, MMA e que estavam alinhadas com o MAPA; bem como, com a Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea).

Atividade de campo do Idam em Apuí com produtores, Prefeitura e outras Instituições

A partir de agora, no entendimento dos produtores rurais locais, e com a ajuda dos extensionista do Idam, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Apuí, o município entra em uma nova fase em relação as boas práticas agrícolas e pecuária.
Nesta direção, e tendo como base o Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas de Apuí (PPCDQAP), a região está trabalhando para melhorar a produção de baixo carbono e diminuir o desmatamento.

Por: Asscom/Idam

Fotos:Divulgação