Sistema Sepror promove curso de ‘Boas Práticas de Manejo e Fabricação do Açai’ – IDAM

Sistema Sepror promove curso de ‘Boas Práticas de Manejo e Fabricação do Açai’

Iniciou na manhã desta quinta-feira, (26/04), no auditório do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Japiim, Zona Sul, o curso de ‘Boas Práticas de Manejo e Fabricação do Açai’, com o objetivo de qualificar e treinar os extensionitas rurais que atuam na cadeia produtiva do açaí em boas práticas de colheita e fabricação, para que possam executar práticas corretas nos processos de colheita, despolpamento, embalagem, transporte, manutenção e armazenamento do produto.

Público participante do curso

O evento é promovido pelo Sistema Sepror, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).
Segundo o coordenador do curso, o Engenheiro Machaell Santos, da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal Sustentável do Amazonas (Adaf), “tudo começou com a expertise do Diretor presidente da Adaf, Sérgio Muniz, que ao verificar o surto da doença de chagas no município de Lábrea, convocou uma reunião extraordinária, e a partir daí foi construindo um grupo de trabalho, envolvendo diversos outros parceiros, para realizar essas atividades, com o objetivo de diminuir os riscos de contaminação na fabricação do açaí”, explicou o coordenador.

Representante da Adaf durante apresentação do curso

O Amazonas produz em grande escala o açaí Euterpa precatória, o melhor do mundo em relação aos ativos antioxidantes que combatem as doenças neurológicas como Parkinson e Alzheimer.
O diretor de Assistência Técnica e Extensão Florestal do Idam, Malvino Salvador, dá ênfase para o grande potencial da cultura do açaí no Estado do Amazonas. “Esse momento é muito válido, visto que é extremamente importante para os nossos extrativistas, para que eles possam cada vez mais, aprimorar suas atividades, sem qualquer risco de contaminação, melhorando a qualidade do produto”, disse o diretor.
Estavam presentes na abertura do evento, o diretor de assistência técnica e extensão rural do Idam, engenheiro agrônomo Airton Schneider, representando o secretário da Sepror, José Aparecido, o diretor de Assistência Técnica e Extensão Florestal, Malvino Salvador, representando o Diretor-presidente do Idam, Luiz Herval, o chefe de departamento de Defesa Agropecuária Florestal, Luiz Antônio da Silva, representando a (Adaf), o chefe de departamento de negócios agropecuários e pesqueiros, Heitor Liberato, representando a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), a inspetora de saúde Eliane Souza da (FVS- AM) e o supervisor da área de transferência de tecnologia da Embrapa, Raimundo Rocha.

Diretor Técnico do  Idam, Airton Schneider em pronunciamento na abertura do Curso e  de demais Instituições presentes

Segundo Luciana Ferreira, responsável pelo Escritório de Atendimento a Comunidades (EAC) da ADAF em Codajás, um dos maiores municípios do Estado que produz o açaí, a iniciativa surte o efeito da preocupação dos órgãos e principalmente da entidade Defesa Agropecuária e florestal. “O açaí é dos produtos que mais geram renda no município e este encontro demostra que nós temos o papel e o compromisso de orientar os produtores e batedores de açaí e nossa preocupação é com a saúde pública de passar um alimento de qualidade aos consumidores”, destacou.
As atividades do curso seguem até amanhã, (27/04). Nos dias 21 e 28 de maio, o Curso ‘Boas práticas de Fabricação do Açaí’, será transmitido via Cento de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), para produtores do cultivo de açaí e público afins.

Texto: Asscom/Idam e Adaf

Fotos: Idam